Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Livro - Uma vida no nosso Planeta de David Attenborough

Quarta-feira, 14.04.21

Depois de muitos documentários fascinantes sobre a biodiversidade do nosso planeta, que já vi do Sir  David, aventurei -me pelo livro; fiquei deprimida, com a visão de um futuro sombrio e preocupante; É assustadoramente verdadeiro tudo o que nele consta; Que será do mundo, que será do planeta, que será de nós , dentro de poucos anos ? e eu que tão pouco contribuo para que a situação se reverta, pouco mais faço, além da reciclagem, poupança de água , aproveitamento de residuos alimentares ... 

Como chegamos ao ponto em que o planeta se encontra, os erros tremendos que têm vindo a ser cometidos, as atrocidades contra a natureza e  animais é do que nos fala este livro ,mas também nos aponta algumas soluções:  «Para a vida prosperar neste planeta, tem de existir uma imensa biodiversidade. Só quando milhares de milhões de organismos conseguem tirar o máximo partido de cada recurso e oportunidade que encontram, e só quando milhões de espécies vivem vidas que se interligam de modo a sustentarem-se umas às outras é que o planeta pode funcionar com eficiência. Quanto maior for a biodiversidade, mais segura será toda a vida na Terra, incluindo nós próprios . Contudo, o modo como nós, seres humanos, vivemos hoje na Terra está a colocar a biodiversidade em declínio . O mundo natural está a desaparecer aos poucos. As provas estão por toda a parte. Aconteceu durante a minha vida. Eu vi com os meus próprios olhos. E irá levar à nossa destruição. Contudo, ainda há tempo para desligar o reator . Existe uma boa alternativa. Este livro é a história de como chegámos aqui, do nosso grande erro e de como, se agirmos já, podemos corrigi-lo.»

Leitura a não perder

 

Maria Oliveira 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria Oliveira às 08:31

Para ti, Jovem

Quinta-feira, 18.03.21

Para ti Jovem ,
que te afastas de Deus,
e que sentes que vais longe, sozinho
qual pássaro sem penas, sem asas, sem ninho.
Para ti,
Que segues iludido nas coisas do mundo,
Vazias, passageiras, ilusórias, banais
Que buscas alegria em campos minados
Em ilusões e aparências das redes sociais.
Para ti ,Jovem, 
Que vives na euforia, ilusória e passageira
Buscando a felicidade de fora para dentro
E que acabas revolto, frustrado e perdido
Sem meta, sem rumo, sem norte, sem centro.
Para ti, Jovem,
Há sempre esperança e fica o recado
Deus tem um projeto bem preparado,
Acorda, levanta-te e faz -te à estrada,
Porque Deus sem ti, continua a ser Deus
Mas tu sem Deus, tu não és nada!

Maria  Oliveira

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria Oliveira às 08:09

Triste mundo, ....

Segunda-feira, 30.11.20

Frase de Calderón de la Barca, poeta e dramaturgo espanhol, do séc XVI, que jamais perdeu a actualidade; O mundo continuará dividido entre ricos e pobres, entre o conforto e a miséria, entre a ostentação e o vazio, entre a ganância e a humildade, entre os detentores de conhecimento e poder e os ignorantes e servos, entre quem isto defenda e quem isto combata;   Poderemos nunca descobrir a verdadeira origem desta pandemia , mas uma coisa acredito : vem do mal que existe no mundo, seja devido à necessidade sobrevivência das pessoas que criam, matam, vendem animais em mercados "imundos" e fontes de infeção e contágio, por não terem outra fonte de sobrevivência, seja algo criado em laboratório : maldade, ganância, dinheiro, poder, medo, ... Triste mundo , em que vivemos e em triste mundo continuaremos (?) ... 

      Triste mundo, que veste quem está... Calderón de la Barca

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria Oliveira às 16:26