Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Milagres que não vemos....

Terça-feira, 02.11.21

A vida é um milagre.
Cada flor,
Com sua forma, sua cor, seu aroma,
Cada flor é um milagre.
Cada pássaro,
Com sua plumagem, seu voo, seu canto,
Cada pássaro é um milagre.
O espaço, infinito,
O espaço é um milagre.
A memória é um milagre.
A consciência é um milagre.
Tudo é milagre.
Tudo, menos a morte.
— Bendita a morte, que é o fim de todos os milagres.

Manoel Bandeira.

Publicação original: in Estrela da Tarde (1963)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria Oliveira às 13:47


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.